Longroiva – 500 anos do Foral de D. Manuel I.


 


Longroiva assinalou no domingo passado, 19 de Setembro, o V Centenário da atribuição do Foral (Novo) por D. Manuel I, em 1 de Junho de 1510.


No início do século XVI, D. Manuel I, num contexto de reforma administrativa do país, fez rever os forais antigos que as vilas e concelhos do país detinham e atribuiu-lhes novos forais. Nesta área do concelho de Meda, a primeira vila a ver reformulado o seu foral, foi Longrina, a 1 de Junho de 1510, tendo sido também dos primeiros a nível do país. Deste modo, celebra-se este ano o V Centenário de atribuição do Foral Novo à Vila e concelho (na altura) de Longroiva.


Como forma de comemorar esta data, O Município de Mêda, presidido por Armando Carneiro, tem vindo a promover um conjunto de actividades que visam a sua comemoração. De salientar uma exposição documental sobre o Foral de Longroiva que até ao final do ano estará patente ao público na sala de leitura do Arquivo Municipal de Mêda, designadamente uma réplica ampliada do Foral e uma Recriação histórica do momento da atribuição do foral.


As comemorações solenes contaram com a participação da Ordem dos Templários nas celebrações que tiveram lugar nesta antiga vila cuja origem se prende no tempo.


Assim, da parte da manhã foi celebrada uma missa em Longroiva, na Igreja matriz, onde estiveram presentes elementos da Ordem dos Templários, seguindo-se uma visita pelo centro histórico de Longroiva.


Pelas 14:00, na Casa Municipal da Cultura em Mêda, foi apresentada a publicação fac-smilada do Foral, seguida de um colóquio que teve como tema “Longroiva: 1510-2010”.


Foram oradores o Dr. Adriano Vasco Rodrigues, historiador, natural de Longroiva, autor da “Monografia da Mêda”, o Dr. Carlos Pimentel, também natural de Longroiva e dirigente das Águas de Longroiva (pólo termal) e um elemento da Ordem dos Templários.


Seguidamente, em Longroiva, pelas 17:00h foi realizada uma recriação histórica da atribuição do Foral à Vila e Concelho de Longroiva, a cargo de uma empresa de animação, seguindo-se um período de convívio com a oferta de um lanche aos presentes.


Foi ainda lançado um selo comemorativo do V Centenário do Foral Manuelino de Longroiva.