Autarquia e CPCJ alertam para a prevenção dos maus tratos na infância e na juventude.

Durante o mês de abril, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Concelho (CPCJ) levou a cabo algumas iniciativas junto dos alunos do Pré-Escolar e do 1º Ciclo do Ensino Básico do concelho para os sensibilizar sobre a problemática da violência infantil.

Nestas ações foram abordados diversos comportamentos ou ações protagonizados por adultos que provocam danos físicos ou psicológicos e que vão contra os direitos das crianças. Apelou-se aos jovens para que difundam a mensagem para garantirem uma infância melhor e que o problema de maus tratos que atinge muitas famílias desapareça.

Aos alunos do Pré-escolar foi visionado o filme “O Patinho Feio”, que serviu de introdução ao tema onde foram colocadas algumas questões que serviram para sensibilizar os mais novos sobre este flagelo. No final foi pedido a todos que desenhassem um desenho sobre o que tinham acabado de ouvir.

Ontem, dia 28 de abril, no Agrupamento de Escolas do Concelho de Mêda, os alunos do 1º Ciclo “desenharam” um laço humano simbolizando o Laço Azul, símbolo da campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) que se iniciou em 1989, na Virgínia, EUA, quando uma avó (Bonnie W.Finney) amarrou uma fita azul à antena do seu carro “para fazer com que as pessoas se questionassem”. A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que se revelaram “curiosos” foi trágica, sobre os maus-tratos à sua neta, e que já tinham morto o seu neto de forma brutal. E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus-tratos.

Para além do laço humano também foram distribuídos panfletos com a história do Laço Azul, que simbolizam a luta contra a violência infantil.