Dr. João Mourato - Presidente da Republica e Bispo Lamego (D. Jacinto Botelho)

Cavaco Silva considera combate à desertificação do interior “desígnio nacional”

O Presidente da República, Professor Dr. Aníbal Cavaco Silva, inaugurou a nova Biblioteca Municipal da Mêda em 27 de Novembro, conferindo mais brilho e significado à abertura deste equipamento ao serviço da cultura, do desenvolvimento e marco do progresso que se regista no concelho

Com um conjunto de 25 mil livros, incluindo várias doações de que merece destaque o espólio de oito mil volumes oferecido pelo antigo Presidente do Município de Mêda e ex-Governador Civil da Guarda, Dr. Augusto César de Carvalho, é um edifício de linhas modernas e funcionais, construído por iniciativa Municipal.

O investimento rondou 1,5 milhões de euros, demorou perto de dois anos a construir inserido num espaço que já se assume como nobre envolvendo a Casa Municipal de Cultura com as suas diversas valências: auditório, pavilhão polivalente, galeria de exposições, sala de convívio, salas de formação e de reuniões, bar e áreas de apoio

No discurso que na ocasião proferiu, o Presidente da Republica definiu como “verdadeiro desígnio nacional” o combate à desertificação demográfica ao afirmar que “ a desertificação que atinge uma boa parte do território nacional, é uma responsabilidade dos políticos, aos vários níveis e é, também, uma responsabilidade de todos”.

O Professor Dr. Aníbal Cavaco Silva referiu mesmo a propósito desta problemática que “Portugal não pode ser um país tão desequilibrado na distribuição da população entre o Litoral e o interior, porque isso põe em causa a coesão territorial”.

Acrescentou, ainda,” tenho percorrido quase todos os concelhos do interior de Portugal e não me tenho cansado de chamar a atenção para essa responsabilidade, que é de todos, e também do Presidente da República” e que “há uma tendência para esquecer o Interior do País”.

O Presidente da República que nesta visita foi acompanhado pela Secretária de Estado da Cultura, evidenciou a importância que a Biblioteca Municipal de Mêda e este tipo de infra-estruturas têm no processo de desenvolvimento e um elemento importante para combater o despovoamento.

Para combater este fenómeno, o Presidente da República mostrou a importância das vias de comunicação, sobretudo, na ligação à Guarda, capital de Distrito, a Espanha e Europa e manifestou a esperança de que o IP2 “possa ajudar na ligação de Mêda ao Litoral e à nossa vizinha Espanha”.

Também a necessidade de serem localizadas empresas no concelho de Mêda, aproveitando os produtos regionais “ dos produtos de qualidade, que eles possam ser colocados no mercado” o que entende ser uma questão que em muito pode contribuir para se conseguir “ reter os jovens na Mêda”, salientando o caso do Turismo e da Agricultura como vectores importantes no concelho.

Nesta ocasião solene, o Professor Dr. Aníbal Cavaco Silva salientou o significado que a Mêda teve e tem na sua carreira como governante e estadista, evocando a visita que efectuou à ExpoMêda, recentemente, mas também as suas estadias enquanto Primeiro-ministro.

O Presidente do Município de Mêda, Dr. João Mourato, congratulou-se com investimento efectuado pela Autarquia na construção da Biblioteca Municipal que “ vai certamente contribuir para o desenvolvimento social e cultural dos medenses”.

Chamou a atenção para “o significado da presença do Presidente da República nesta terra interior para inaugurar uma Biblioteca Municipal, de características modernas e funcionais, que apoiará certamente a valorização cultural de todos os munícipes e aqueles que, sedentos de cultura, conhecimento e enriquecimento cívico, a frequentarão no futuro”.

O Presidente do Município disse, também, que esta é uma forma de “ a Autarquia contribuir para que as pessoas aqui se radiquem, porque Portugal tem de ser Litoral e Interior e não ser apenas Litoral” e que “ a cultura é um dos motores necessários e importantes para o desenvolvimento das regiões, motivadores de vontades e criatividade, factor de crescimento e de ligação às identidades locais, sócio-económico e históricas das pessoas às suas regiões”.

A presença do Presidente da República na Mêda foi saudada por várias centenas de pessoas, entre as quais: A Banda Filarmónica de Pevidém, que cantou o Hino Nacional, os Bombeiros Voluntários de Mêda, Presidentes de Juntas de Freguesia, responsáveis por instituições, a que se associaram a Governadora Civil da Guarda, Dra. Maria do Carmo Borges, alguns Presidentes de Câmara do distrito da Guarda e responsáveis por serviços desconcentrados, crianças e população medense.

É de realçar, ainda, a presença do Dr. Augusto César de Carvalho, que à Biblioteca Municipal de Mêda doou valioso espólio constituído por oito mil volumes, num gesto que o Presidente da Câmara Municipal de Mêda, Dr. João Mourato, classificou de “altruísta e demonstrativo do amor à terra e suas gentes”.