Mêda acolheu 19ª Mini Volta a Portugal em Cicloturismo

5º Passeio a Portugal “Ciclismo para todos”

23 a 31 de Maio

A Mêda e seu concelho receberam em festa, em 27 de Maio, a 19ª Mini Volta a Portugal em Cicloturismo – 5º Passeio a Portugal “Ciclismo para todos” correspondente à 8.ª etapa – Mirandela – Meda na distância de 82 Km.

É uma organização do Grupo Cultural e Recreativo de Cicloturismo do Vale do Tejo.

Com um total de 15 etapas e um percurso total de 1.100 km, a 19ª Mini Volta a Portugal em Cicloturismo disputa-se entre 23 e 31 de Maio de 2009. Teve seu início em Ribeira de S. João e acaba na Golegã.

Os cerca de 40 participantes concluíram a etapa de Dificuldades Grau 8 depois de passarem por Cachão, Vila Flor, Vila Nova de Foz Côa e Touca, tendo sido recebidos às 11H45 frente aos Paços do Concelho de Mêda pelo Presidente do Município, João Mourato.

Após a chegada à Mêda, em que estiveram presentes 15 membros da Direcção da prova, os cicloturistas foram-se refrescar  no Complexo Desportivo das Piscinas Municipais e confraternizar num almoço num Restaurante Local, onde o Município de Mêda procedeu à distribuição de lembranças.

À tarde, a caravana foi relaxar no Parque de Campismo para prosseguir, às 18h15m, a caminho da 9ª etapa Meda – Pinhel – 59,5 Km – Dificuldades Grau 2, com partida em frente ao Município de Mêda, onde foram mais uma vez recebidos pelo Presidente da Câmara.

A IX edição da Mini Volta a Portugal em Cicloturismo, integra-se no calendário da Federação Portuguesa de Ciclismo como V Passeio a Portugal em Bicicleta – Ciclismo para Todos e, pela quinta vez, faz parte do calendário UCI – União Ciclista Internacional.

A Mini Volta a Portugal em Cicloturismo nasceu em Maio de 1991, em Alpiarça, conta com o apoio de uma grande quantidade de associações e é especialmente recomendada pela Fundação Portuguesa de Cardiologia. Daí o mês de Maio ter sido escolhido para a concretização da iniciativa por ser o “mês do coração”.

Ao longo dos 19 anos que já leva de vida, a prova foi crescendo, sem esquecer os objectivos de confraternização. A amizade entre os participantes internacionalizou-se com equipas de França e Suiça e hoje é um dos maiores eventos do género que se realizam em Portugal.

Contudo e apesar do grande crescimento, o grupo nunca abandonou os objectivos para que foi criado: congregar o maior número de adeptos da modalidade; implementar a vertente lúdica como meio insubstituível de contacto com a natureza, promoção da saúde e convívio entre pessoas; promover e dar a conhecer percursos e itinerários de interesse turístico, entre outros.

O Presidente da Câmara Municipal de Mêda, João Mourato, salientou então que este tipo de actividades desportivas tem uma função pedagógica importante junto das populações, sensibilizando-as não só para o fenómeno desportivo, mas também para a prática de salutares formas de vida, sem esquecer a amizade e a confraternização.