A distinção foi atribuída às entidades gestoras, que prestam serviços de abastecimento público de água e de saneamento de águas residuais urbanas, sendo que os selos que atestam a qualidade de excelência foram entregues numa cerimónia que decorreu, ontem dia 8 de novembro, em Lisboa.

Realizou-se nos dias 7 e 8 novembro a 12º Expo Conferência da Água. Esta iniciativa foi promovida pela ERSAR, Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos em parceria com o jornal Água & Ambiente, tendo como objetivo distinguir as entidades gestoras que, em 2016, se destacaram pela qualidade do seu desempenho.

Esta iniciativa evidenciou a existência de um rigoroso sistema de avaliação dos serviços prestados aos consumidores que, deste modo, passam a conhecer as entidades que prestam o melhor serviço em diferentes áreas. Pretendeu também sensibilizar as entidades gestoras para questões da qualidade na conceção, execução, gestão e exploração dos sistemas.

Indicadores como água segura, perdas reais de água, ocorrência de falhas no abastecimento, reciclagem de resíduos de recolha seletiva, resposta a reclamações e cobertura de gastos, foram alguns dos parâmetros avaliados.

Fizeram parte do Júri várias entidades representativas do setor, designadamente a Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), a Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH), a ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos, a APEMETA – Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais e a DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

[googlefont font=”Crete Round” size=”20px” margin=”0px 0 0px 0″]

Após cuidada ponderação, nomeadamente tendo em atenção os critérios qualitativos referidos, o Júri decidiu atribuir o “Selo de qualidade exemplar da água para consumo humano” a algumas entidades, sendo que o Município de Mêda foi um dos premiados.

[/googlefont]